2005 acabou e…*

….mais um ciclo ininterrupto de 365 dias chegou ao fim. Pela primeira vez depois de 25 anos eu cheguei ao fim desse ciclo sozinha. Sim eu sei, sou uma pessoa amada pela minha família, por meus amigos, mas acho que precisava desse momento para refletir sobre tudo o que eu fiz, pensei e passei em 2005. Meu ano, claro, não foi perfeito, mas foi recheado de bons momentos apesar de seu começo desastroso. Antes do fim de mais um ano eu ouvi, por telefone, a voz de duas pessoas muito importantes na minha vida; uma que me conhece desde o momento em que fui gerada e que eu amo acima de tudo, e outra que entrou na minha vida há pouco tempo, mas demonstrou em sua voz e em suas palavras que se importa comigo e o valor dessas palavras com certeza está marcado para sempre no meu coração. Em 31 de Dezembro de 2005 quando o relógio do Itaú, localizado em cima do Edifício Conjunto Nacional em plena Avenida Paulista, marcava 23:58 eu fechei meus olhos e agradeci a Ele pelo ano maravilhoso que passou, pelas pessoas que conservou em minha vida, e pelas novas amizades que chegaram. Quando abri novamente meus olhos, já era dia 1º de Janeiro de 2006, e os fogos explodiam alegremente no céu apesar da chuva fria que molhava meu rosto junto com lágrimas teimosas que insistentemente caiam dos meus olhos. Durante trinta minutos eu fiquei absorta observando aquele espetáculo de cores e luzes cruzando a noite escura da capital Paulista, ouvindo por todos os lados gritos alegres de comemoração, enquanto a chuva lavava minha alma e levava para longe todos meus problemas e preocupações mesmo que momentaneamente, como se minha alma estivesse em perfeita comunhão com os desejos de alegria e esperança que estavam no ar gelado. Pela primeira vez não fiz promessas para os próximos 365 dias, (364 agora na verdade). Decidi continuar vivendo a minha vida, aproveitando cada dia como se fosse o melhor, o último ou o mais importante, sem passar por cima de ninguém para conseguir o melhor. Há única coisa com a qual me comprometi seriamente é nunca abandonar meus sonhos e nunca abandonar as pessoas que amo. Essa promessa é antiga, desde que me lembre por gente para falar a verdade, e eu a cumprirei até o fim dos meus dias. Então, agora é hora de recomeçar, olhos adiante, cabeça erguida e o coração cheio de sonhos…..
Ouvindo: U2- Beatifull Day!


PS: A foto aí é da queima de fogos durante a virada do ano sobre a ópera em Sydnei- Austrália. Eu nunca estive lá mas algum dia estarei com certeza!!

* Texto Originalmente publicado em 02 de Janeiro de 2006 às 10:50hs
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s