Todas as Renatas do mundo*

Não, não caro leitor e amigo. Não vou ser pretensiosa a ponto de escrever um texto longo e exaustivo sobre todas minhas qualidades e defeitos o que seria chato e demorado dada a quantidade de pequenos detalhes que compõe a personalidade dessa que vos escreve. Hoje me propus a reunir aqui trechos de nada menos que seis músicas que levam em seu título esse lindo nome com o qual minha linda mãe resolveu me batizar: Renata. Sim existiram seis garotas com esse nome, ou quase isso, que inspiraram algumas pessoas por aí. Tenho que admitir que nem todas são exatamente lindas e/ou românticas, mas todas têm lá seu charme. Resolvi colocar como “preâmbulo” das músicas a definição desse nome tão comum, que me foi gentilmente fornecido por uma chará via orkut:
Renata: nome de origem grega, que significa “voltar a nascer”. Não deixa que ninguém lhe diga o que deve fazer. Pessoa de grandes idéias e opiniões. Se concentra em alcançar seus objetivos. Sabe que o riso é o melhor remédio. Crê que a AMIZADE É PARA SEMPRE! Quando os outros se dão por vencidos, ela prossegue. Sabe que correndo nem sempre se chega mais rápido.
Ou seja, por essa pequena definição vocês já podem saber muito sobre a grande maioria das pessoas que tiveram a honra de receber esse nome. Para mim a frase sobre a amizade é com certeza a mais verdadeira. Mas sem mais melongas vamos analisar o que outras personalidades do mundo da música pensam sobre “suas” Renatas.
Renata por Iupe (sim esse é o nome do autor)
“… Mentiria se falasse
Que não quero mais te ver
Mas não mentiria se falasse
Que sinto sua falta
Ainda sofro
Não vou ficar parado aqui
Enquanto você ri de mim
Ligando pra mim quando
Não tem nada pra fazer…”
Essa Renata ai parece não ser lá uma moça muito correta. Abandonou o moço da história mesmo sabendo que ele gostava muito dela e depois ficava ligando para ele só para provocar. Pó Renata! Não faça isso com o garoto não!
Renata (Latino – Nota da autora: Eu não queria colocar essa música aqui, porém como essa música infelizmente ficou conhecida, vá lá. Humpf).
“Renata ingrata, trocou o meu amor por uma ilusão
Renata ingrata, quem planta sacanagem, colhe solidão
Até pra namorar a bela foi atriz
Fingindo que eu era o que ela sempre quis
A lua entristeceu, o céu mudou de cor
“Renata foi embora e a deprê (sic) ficou…”
Mais uma Renata que fez de gato e sapato o autor da letra, se bem que cá entre nós convenhamos. Não deve ser lá muito agradável dividir sua vida afetiva com alguém que convida a torcida do Corinthians inteira para sua festa no “apê”. Imagina a cena: Você chega ao apartamento do dito cujo, ele abre a porta, exibe os dentes através daquele sorrisinho de canto de boca e diz: “Chega aí, pode entrar, quem ta aqui, ta em casa!” Se fosse comigo eu teria saído correndo na primeira estrofe.
Renata (Tihuana)
“Me diz então o que você fez o que você fez
Da sua arte de sobreviver, desse seu jeito de sobreviver…
…Assim viveu Renata, impossível de esquecer
Ao ver alguém partir que não espera por você
Que não espera por você”
Numa primeira análise parece uma música romântica sobre uma menina que não aprendeu a amar. Observando a letra mais a fundo (e segundo as palavras da própria banda) a Renata da história é apenas mais uma garota vitima do terrível problema da prostituição infantil de assola nossa país. Ela não teve infância, nem sonhos, nem amores como suas charas. Nota dez para essa música que tenta abrir os olhos da nossa cega sociedade.
Renata, Renatinha (João Sabiá)
“Renata, Renatinha eu quero ter
Tudo que você pode me dar
Renata,Renatinha é pra você 2x
Nesse swing quero ver tu balançar”

Essa Renata além de ser a musa inspiradora do querido João, devia ser uma incrível dançarina. Tanto que no começo dessa música ele cantarola para a moça: Paia badá,Paia badá,Paia badá,baia badá,baia badá (sic)
É João. Caiu de amores pela bela dançarina.

Renata Maria (Chico Buarque)
“Ela era ela era ela no centro da tela daquela manhã
Tudo o que não era ela se desvaneceu
Cristo, montanhas, florestas, acácias, ipês …
… Na minha boca as palavras que eu ia falar
Nem uma brisa soprou
Enquanto Renata Maria saía do mar..”
Nosso querido Francisco Buarque estava curtindo sua cerveja gelada no calçadão de Copacabana pensado: “Sabe duma coisa, bem que eu queria ter escrito a tal da “Garota de Ipanema”, mas não achei minha musa”. E então ele olha saindo da água nada mais nada menos que ela: Renata Maria. E a danadinha devia ser linda. Reparem que para ele tudo o mais ao redor desapareceu e até a brisa parou quando a bela saiu das águas como uma Vênus nascente. Aposto que foi “Amor à primeira vista” ai, ai!
Renata Angélica (MC Felipe Pereira)
“Você consegue me encantar a todo instante.
Atenciosa e dedicada
Pra ser perfeita, com certeza, falta nada…
…Renata Angélica,
Deusa de América,
Garota linda e cheia de amor pra me dar
“Donzela histérica…”
Abandonando um pouco as praias cariocas, subindo mais para o lado do morro lá estava MC Pereira quando viu no meio da pista uma garota de cabelos ondulados, tatuagem nas costas balançando o “popozão” em meio a um baile funk. Ai o pobre não agüentou, chegou junto e disse: “E ae pincesa, qual seu nome?! É Renata Angélica gato!” Ai pronto. Nasceu mais uma letra de mais uma história de amor. Pena que o final é triste. Depois de beijar nosso amigo Pereira e deixa-lo em êxtase ela vai embora da cidade. Mas ele jura amá-la para sempre, mas sabe como é. O baile funk tem mais “porpurinadas” à espreita.
Agradecimentos ao site do Vagalume que sempre me fornece todas as letras de música possíveis e imagináveis.

Olha uma das Renatas ai na foto.

Ah! Sou só eu.

*Texto originalmente publicado em 18 de Janeiro de 2006 às 23:46hs, e comentários originais de amigos (e Renatas) logo abaixo.

Anúncios

6 comentários sobre “Todas as Renatas do mundo*

  1. Natal disse:

    Oi RE : esta muito bom seu blog, esta lndo e muito poetico, legal mesmo ,
    Parabems muito bom gostei…..
    beijos no seu coração..
    Natal
    03 de fevereiro 00:33

  2. Anonymous disse:

    Oie Rê!!
    Adoreiiiii..Renatas e Renatas…soh nós msm..encantando a tds nos mais diferentes niveis pelo q vc apresentou com as 6 Renatas..hehe…k entre nós..apesar d q em algumas letras o autor estava desiludido…eles estavam tds apaixonados por uma Renata! Q orgulho d ter esse nome!hehe
    Bjoks..smack!
    23 de janeiro 15:15

    Renata

  3. Renatinha disse:

    Oie… Nossa adorei tudo o que escreveu sobre nosso nome. Sou eu realmente, é difícil ver uma Renata mal humorada, impressionante. Somos felizes, vai ver o motivo é este nome maravilhoso. Parabéns.
    23 de janeiro 12:40

  4. Rey disse:

    Minha queridinha de outros tempos!..

    Tem um presente postado neste domingo para você… é uma pena que só vais abrir o Pc, na segunda.

    Beijos no teu simples e puro coração. Te amo!

    Rey.
    22 de janeiro 10:09

  5. Rey disse:

    Rê!

    Sou sim, Kardecista, muito embora, esteja um tanto quanto distante do Centro que cheguei a presidir. Um dia ainda te conto minha vida… literalmente, de cabo a rabo, como se diz por aí.

    Eu, quando li aquele capítulo daquele livro que estais a escrever, senti que tua alma, tinha algo a ver com a minha. você descobriu hoje. Eu, de há muito.

    Linda tarde para você, querida.

    Beijos!

    Rey.
    19 de janeiro 15:38

  6. Elizeu disse:

    Bom dia linda!

    Gostei de todas as Renatas, aposto que vc se encontra um pouquinho em cada uma delas, poderia até pegar os trechos e montar um texto: “Renata EU, por todos eles”; linda obrigado pela visita, te espero de volta.

    bjs

    Elizeu
    19 de janeiro 08:59

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s