Yes, it´s Music*

Hoje resolvi colocar no papel (ou quase isso) uma opinião que compartilho com meus amigos metaleiros. Metal é música sim. E música muito boa por sinal.
E não me venham você amantes incessantes de MPB, axé, pagode, samba, forró, funk e afins dizer que é “barulho”.
Se vocês entendessem de música de verdade saberiam que no metal estão os mais determinados vocalistas. Ouvindo-os eu chego a desconfiar que muitos deles passam muitos anos cantando em conservatórios e corais para aprimorar seu timbre vocal quase à perfeição. E só quem lá esteve pode dizer. Eu era solista no coral que participava no colegial, e, portanto sei melhor do que ninguém o quanto de treino é necessário para manter uma nota lá em clave de sol por mais de trinta segundos ininterruptos. Ontem eu soube que o André Matos (antigo Angra) é bacharel em música e sua prova final foi reger uma orquestra. Olha o tamanho da responsabilidade.
Cantar e fazer música é um caminho regado a suor, lágrimas, dores de garganta, pulsos abertos, pontas de dedos feridos ou insensíveis pelo constante contato com as cordas das guitarras, violões e contra baixos, noites insones pensando em letras de música e por aí vai.
Voltando ao metal. Ainda nele estão os melhores rif´s da música (aquela seqüência de notas que o guitarrista “tira” no braço da guitarra), os bateristas mais rápidos (reza a lenda que o batera do Rush treinava a velocidade das batidas batendo com as duas baquetas numa moeda apoiada numa parede sem deixá-la cair. Animal!), além claro das maiores figuras do mundo da música. Dúvida? Então pare comigo e pense.
1- Mr. Ozzy Osbourne, antigo vocal do Black Sabbath e agora em carreiro solo:
O cara junto com o Black Sabbath, pode-se por assim dizer, “pariu” o metal. Sim, assim como os Ramones foram a primeira banda de punk rock, eles foram a primeira de metal. E até hoje o som deles continua sendo insuperável! Sem falar de quem mais no mundo do rock comeu um morcego vivo no meio do show? Quem mostra a bunda despudoradamente para as câmeras? Quem disse que o Rock Hall of Fame não era bom o suficiente para o Sabbath? Só o Ozzy mesmo.
2- Kiss:
Os caras usam maquiagem pesada no rosto. A língua do baixista poderia dar três voltas no planeta se ele quisesse. Eles usam botas plataforma. O vocalista vomita sangue de propósito. Eles pisavam em pintinhos e tomavam seu sangue fresco. (Nota da autora: Pintinhos filhotes de galinhas e galinhas as aves de granja). É deles uma das músicas que mais amo: Rock and Roll all Night (and party every day). O acústico MTV deles é um dos melhores que já pude ver. Resumindo. Eles são demais.
3- Mr. Bruce Dickson, ou Senhor Iron Maiden:
Ele é baixinho, ele usava shortinhos apertados de couro e deixava à mostra aquelas coxas enormes (ui!), ele usava mulet´s e franjinha numa combinação horrorosa. Mas quando ele começa o oh-oh-oh-oh-oh-oh de “Fear of the Dark” nenhum roqueiro que se preze fica indiferente. E para provar que ele é demais, fez carreira solo e lançou a mais batida que bife de açougueiro: “Tears of the Dragon”, uma das minhas 937 músicas de cabeceira. Sim. Mr. Bruce é demais.
4- Irmãos Van Hallen:
Eles são os donos, presidentes, patrões de uma das bandas de metal mais legal de todos os tempos. Eles mandam e desmandam na banda. Eles fazem notas e rif´s memoráveis. Eles fazem merda. Opa! Desculpa falar assim, mas quando eles contrataram o ex vocal do X – treme, Gary Cherone, para cantar na banda foi isso que saiu. Bom, os gênios da música também erram.

Bom, apenas por essa pequena amostra vocês podem perceber que além de abrigar os maiores músicos em termos de rock, o metal abrange também as maiores figuras. Mas figuras agradáveis de serem lembradas. Que ficarão na história. Cá entre nós vai querer contar com orgulho para os netos que quando mais novo foi no show da Banda Calypso?! Eu que jamais. Quero contar para eles que a avó deles é uma “veia” louca que sempre gostou de rock, de punk rock para ser mais exata.
– Opa, peraí, mas esse texto é sobre metal. É isso que você deve estar pensando aí do outro lado da tela. Sim, é. Mas eu sou extremamente eclética. Dentro do rock claro. E de uns tempos para cá (umas semanas eu diria) pela influência de um amigo muito querido, essa que voz escreve tem olhado de forma mais amável para esses cabeludos, de roupas negras, e pulseiras de caveiras nos braços. E claro, estou ouvindo muito esse estilo para poder defendê-lo.
E para você que está aí balançando a cabeça negativamente e pensado.
– Ah não, metal não é música.
Eu respondo:
– Yes, Metal é música sim!
(Texto dedicado a Douglas R. Lourenço, metaleiro convicto e amigo for ever.)
Ouvindo: Beyond Realms of Death, do Judas Priest.


Ele usa mulletes e uma franjinha horrorosa mas dúvido que você aí nunca tenha feito oh-oh-oh-oh junto com ele

*Texto originalmente publicado em 29 de Janeiro de 2006 às 21: 14hs e comentários dos amigos/metaleiros republicados logo abaixo.

Anúncios

8 comentários sobre “Yes, it´s Music*

  1. Douglas R. Lourenço disse:

    Opa, obrigado pela citação deste q vos escreve, a única ressalva q faço é que o van halen pode ser enquadrado talvez num hard rock, mas que diferença isso talvez faça, pois scorpions é hard rock, mas muito metaleiro jura que é metal, eu mesmo os considero em certa fase da carreira como metal pela rapidez das músicas, mas depois virou o mela-cueca que é do conhecimento de todos…hahaha….muito bom seu discurso ao metal, gostei vc tem futuro…rsss
    30 de janeiro 01:21

  2. Rey disse:

    E eu que pensava que entendia de música… Depois dessa demonstração, jamais direi que cantei e que toquei, um dia..

    Demais…

    És de fato, bastante eclática sim, quando se pode falar contigo desde o nosso São Paulo (Futebol) ao Rock pesado, pasando por poesia, romance… Literatura como um todo.

    Nem me lembrava mais dos meus vinis de Slade, e você me fez reviver aquela voz na sou rouquidão proposital, bastante sonora.

    Condordo em gênero, número e graú, que essa caras, sabem demais. Passam anos em conservatórios para fazerem o que fazem.

    Beijos! Mil beijos…

    Rey.
    30 de janeiro 11:08

  3. Luana disse:

    Hola!!! su space esta muy guapo..bellisimo..d +++…bueno..me voy..chao y besos. 30 de janeiro 21:13

  4. Rey disse:

    Hoje, mais do que em outro dia qualquer,
    Não sei o que te dizer, nem como te dizer…

    É que, arrancado do submerso mundo da normalidade e da animalidade,
    onde o charco do nosso personalismo enclausura de forma tal o que de mais belo nos há,
    o doce tinar de palavras sábias, filhas de uma alma maior, acordou-me

    Sinto-me destarte, aturdido ante imensurável luz,
    Que frente meu estupefato olhar, quase cegou-me…

    Bendita sejas!

    Talvez, sejam essas, as melhores palavras a serem ditas, hoje.

    Beijos! Mil beijos…

    Rey. 01 de fevereiro 13:00

  5. Benny Franklin disse:

    Salve Renata!
    Perfeito. E surpreso também.
    Quanta alegria querida sabê-la amiga de Rey.
    Logo concluo que voce está bem acompanhada – né mesmo?
    Além de exímio poeta – Rey é ótimo articulador.
    Extasiei-me com suas crônicas – que me parecem ser realistas – e pessoais.
    Portanto, sinta-se em casa. Quem sabe se o que eu escrevo
    em meu humilde space, não venha a inserir-se num sonho seu?
    Quando puder acesse também:
    ATO DE EXPIAÇÃO
    http://spaces.msn.com/members/atodeexpiacao
    Neste space assino como Caio Mario Jorge
    Beijo em seu coração,
    Do amigo Benny Franklin
    01 de fevereiro 14:19

  6. Guilherme disse:

    metal eh um genero muito discriminado mas tem q ralar muito pra ser rechonhecido. Eu gosto muito de angra, as outras eu nao so muito chegado mas admiro o trabalho. eu toco guitarra e sei como eh um lick de metal. Eu adoro a musica carry on do angra e eh muito dificil se fazer o q o kiko loureiro faz. mas um dia eu chego lah! Como vc eh ecletica no rock q vc axa de CPM22, eh minha banda predileta! flow
    06 de fevereiro 14:45

  7. Carolzinha disse:

    Retribuindo a visita e o elogio!!! Eu já tinha passado aqui, mas num tinha comentado!! Agora já era… rsssss Comentado!!!!
    Bjus

  8. Lady Sith disse:

    Eu já tinha lido todos os seus textos no arquivo do blog antigo, por isso acabei não comentando nenhum. Mas hoje eu entrei no site do Yahoo! e vi uma notícia que me fez lembrar de você: http://br.news.yahoo.com/060425/5/13yl7.html.

    Ah, eu ando sem postar porque estou sem inspiração. Tentarei fazer isso com mais freqüência. Obrigada pela visita e pelo elogio. Beijos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s