Cansei….

Cansei de servir de modelo de comparação na minha família para meus irmãos primos e primas. Cansei de apontarem o dedo na minha direção e estufarem o peito para dizer:
– Ali! A Renata sim luta pelo que quer e é uma vencedora. Vocês deviam ser como ela.
Me irrita não poder mais ser eu mesma, de poder ser passível de erros, falível. Não consigo fazer nada sem ter em meus ombros o peso da responsabilidade, e a uma voz dizendo aos ouvidos: Você não pode, falhar, você não pode falhar. Estou farta de ser a melhor filha, a melhor sobrinha. Farta de me decepcionar comigo mesma quando não consigo atingir uma meta sabendo que não fui a única a falhar e que levei por terra as esperanças de todos da minha família que esperam algo a mais de mim.
Cansei de servir de modelo de comparação na minha vida acadêmica. Desde que me lembre eu sempre tive as notas mais altas, sempre fui a mais inteligente, sempre fui a mais CDF, logo sempre fui a mais zoada da escola a que recebia os apelidos mais ridículos, e que me fizeram ser uma garota muito tímida durante muito tempo. Nem me transformando numa “skatistazinha revoltada” (como repetiu minha mãe durante muito tempo) eu não mudei isso. No colegial, no técnico e na faculdade sempre as melhores notas. O modelo de inteligência. Até agora na minha segunda faculdade é a mesma coisa. Sempre repetem: nossa você é muito inteligente, duvido que venha com alguma nota baixa esse semestre, que não passe de ano. Sempre isso. Sempre a mesma cobrança. E quando por alguma eventualidade não alcanço as notas mínimas vejo um ar de descrença e decepção no olhar dos meus colegas, pois eles também não me consideram uma pessoa passível de erros.
Cansei de servir de modelo de comparação na minha vida profissional. Sempre ouço meus chefes e superiores dizendo que sou a mais preparada, a mais qualificada e fazem questão de apontar isso para outras pessoas que ocupem o mesmo cargo que eu e posso notar em seus olhares a desaprovação e quando eventualmente falho noto a expressão de decepção dos meus superiores.
Cansei de ser a garota legal, esperta, inteligente, charmosa que desperta a amizade de todos e no fim das contas está sempre com o coração vazio. Sei que você que está aí lendo, me conhecendo muito ou pouco pode até estar balançando a cabeça negativamente, pois eu tenho consciência de que muita gente por aí daria um fígado ou um olho para poder ser assim. Mas todo grande poder traz consigo uma imensa responsabilidade, e essa responsabilidade está me doendo demais.Acho que preciso de um tempo longe do mundo, das pessoas, um tempo comigo mesma para descobrir quem sou eu.. É verdade cheguei à conclusão de que eu não sei mais que eu sou. E de que talvez eu nunca soube de verdade….

Por que eu me sinto tão sozinha?

Anúncios

9 comentários sobre “Cansei….

  1. Bárbara Amelize disse:

    Acho que eu já falei tudo que acho que eu tinha pra falar no msn, né?! Mas, como não resisto e sempre falo pouco, vim falar aqui também… rsrsrs Flower linda, hermana querida… já te falei pra vir pra Bh passar uns dias na casa da sua irmã morena registrada em data errada, né?! É só cansaço! Tem que descansar um pouco! Olha só… não vou repetir tudo que eu falei, mas você sabe exatamente o que eu penso. Só quero reiteirar que não está sozinha… e não vai estar enquanto quiser por perto uma mineirinha meio viciada em coisas mentoladas, e o resto dos “fididos” de plantão. rsrsrsrs

    Amo-te, querida!
    Força aí… dias ruins vêm.. mas, o bom é que eles também sempre vão!!!! E como diria Renatinho… “tudo passa, tudo passará” :D E estamos aí! SEMPRE!

  2. Lady Sith disse:

    Rê, sei que se conselho fosse bom a gente não dava, vendia. Então encare mais como uma dica. Experimente ir para um lugar onde as pessoas não te conhecem e, portanto, não têm nenhuma imagem formada sobre você. Nesse lugar faça tudo oq você sempre teve vontade, comporte-se como você acha que deveria, seja quem você é de verdade. É uma experiência muito libertadora. Depois disso você nunca mais vai se importar por ser julgada ou por não atender as expectativas.

    No mais, é como a Babi disse: dias ruins vêm e vão. E você sabe quem é, sim: uma garota esperta, inteligente, legal, divertida e que conquista a amizade de todos, e não o modelo de perfeição que esperam que você seja. Querida, esse cansaço em algum momento da vida é perfeitamente comum. Não se culpe. Beijo.

  3. *Renata Costa* disse:

    Awnnnnnnnnnnn^^
    Para que ser triste com amigas tão especiais.
    Garotas, já estou melhor. Meu cansaço todo culminou com uma dor de cabeça que me fez capotar por mais de 10 horas seguidas após um comprimidinho azul (não, não era Viagara, era remédio pra enxaqueca) e tcharam. Cá estou eu de novo firme e forte. Sei que tinha dito que não ia postar nada antes do dia doze mas ontem eu realmente precisava desabafar. Obrigada queridas pelo apoio.

    Babi, Sister. Aceito o convite. Só faltam as férias. ;0
    Lady, Adorei o conselho lindona. E de vocês eles sempre são bem vindos.

    Mais uma vez obrigada por tudo e aguardem que o texto do dia dos namorados vem ai cheio de coraçõezinhos “apeixonados”

    Baci

  4. Change Mermaid disse:

    Miga lindaaaaaaaaaaaaaaaa!
    Sei bem o que você quer dizer porque sempre fui o outro lado da moeda, e em alguns casos é mais gostoso sim não ser considerada por todos como “a forte”. Lá em casa, esse é o papel da minha irmã mais nova e como ela sofre por isso! Eu sempre fui a “needy”, a dengosinha, a que precisa de carinho, a que precisa de compreensão. Parece bom, né? Mas não é não! também tem o seu lado ruim, porque parece que a todo tempo tem gente medindo as palavras e gestos para se dirigir a mim. E isso não é bem visto por outras pessoas.

    Enfim, nesta vida a gente nunca vai agradar a todos. Acho que o melhor é a gente viver cada desafio da vida como o coração mandar e quem se incomodar que já catar coquinho.

    Baci mille, amica!

  5. Candia disse:

    Você sabe quem é você já?
    Se descobrir, por favor, me ensine como eu me achar.
    E ainda que você é dada como exemplo.
    E eu?
    Ah lá… fracassada
    Tias ligam em casa e perguntam “É a taty?”
    “Não, a Fê”
    Tu Tu Tu Tu
    Aliás… eles só sabem que eu existo quando eu cutuco alguém na mesa do almoço, hahahahhahaha

    Beijocas

    [Tb me sinto sozinha em meio a multidão. Isso é horrivel]

  6. Diana disse:

    OI Renata, também vou te adicionar no meu cantinho, quanto a ser modelo se isso te consola eu sempre sou cobrada por não cosneguir, por não casar, por não terminar a faculdade, por não conseguir sustentar minha casa, por fracassar…

  7. Mestre Campestre disse:

    Big friend of mine!
    Que texto mais sombrio (embora esteja muito bom) ;]
    Devo dizer que me identifiquei com teu texto,comigo acontece a mesma coisa. O que eu me pergunto porém não é “quem sou eu” e sim “por que estou sempre entediado?” e “por que olhar com desdém minha rotina e a cobrança que as pessoas colocam sobre mim.
    Às vezes,pra não dizer sempre, é difícil ser por assim dizer modelo de sucesso.
    Apesar de tudo, não se preocupe demasiadamente com isso, você não está sozinha.E acredite, tudo é temporário.

    Abracci do Lord e um bom fim de semana.

  8. Mymi disse:

    Puxa Rê, eu sempre fui tida como a “imperfeita”.
    Eu queria encontrar meu meio-termo.

    :***

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s