Ligações perigosas…

Contos
A vida não estava sendo justa, pensou ele após um muxoxo. Depois de tantos anos de relacionamento a companheira o tinha abandonado e ainda tinha que agüentar o olhar de desdém que ela ostentava quando passava por ele impondo a aliança de compromisso de seu noivado, enquanto lançava olhares furtivos em sua direção. Aquilo o estava consumindo por dentro, e resolveu que era hora de sair da inércia e partir em busca de uma nova mulher, porém depois de tanto tempo não sabia mais o que era a arte de seduzir. Não deixou que isso o derrubasse e resolveu sair com seus grandes amigos para dançar, beber e quem sabe encontrar sua nova musa.
Quando lá chegou abraçou os amigos que há muito não via e se dirigiu à pista de dança quando viu ao longe uma garota que lhe chamou a atenção imediatamente. O jeito que ela sorria e dançava o fizeram estremecer como se uma onda elétrica tivesse percorrido seu corpo, e então ela passou a perseguir com os olhos aquela mulher. Uma de suas amigas notando o interesse chegou ao pé do seu ouvido e sussurrou:
– Vejo que minha amiga te chamou a atenção, porque você não vai até lá conversar com ela?
Seu coração disparou. Não podia imaginar que aquela linda garota e ele tinham amigos em comum, e pelo visto não apenas um. Ela era amiga de grande parte dos amigos que ali estavam naquela noite, e muito querida por todos, fato esse que o deixou ainda mais receoso, pois até então nunca soubera de sua existência. Ficou com medo de ir conversar com ela, e ser rejeitado, ou de magoá-la. Nisso a amiga já havia espalhado por todos os outros as intenções dele e isso o intimidou. E enquanto isso os amigos e amigas já brincavam com a garota que sorria divertida, sem entender nada.
Quase no fim da noite, quando o lugar já estava vazio, após alguns copos de bebida ele resolveu tomar coragem e ir encarar de frente os belos olhos que procurara a noite toda, e surpreende-se com a doçura da fala e o brilho no olhar da garota. Tomou coragem e a convidou para sair.
Marcaram para a semana seguinte um jantar num restaurante charmoso. Ele prendeu o fôlego quando a viu chegar, envolta numa roupa que a deixava ainda mais bonita, os cabelos balançando enquanto caminhava, o olhos emoldurados pela negras sobrancelhas.
– Fiquei feliz com seu convite querido.
– Eu que fico lisonjeado de você ter aceito, você não imagina o quanto.
O jantar transcorreu agradável quando ele finalmente decidiu falar de suas intenções, porém a resposta caiu sobre ele como um balde de água fria. Ela estava saindo constantemente com um dos seus melhores amigos, e pelo brilho apaixonado dos olhos dela, ele pode entender que não se tratava apenas de um caso, mas de desejo.
Enquanto ele abaixava a cabeça sentiu o calor das mãos dela sobre as dele e viu os lábios rosados movendo-se enquanto sorria. Tentado refazer-se do choque apenas ouviu
-…..mas isso não te impede de tentar.
– Como assim? Você está saindo com um dos meus maiores amigos e quer que eu o passe para trás?
– Eu estou saindo com ele mas não temos nenhum compromisso firmado, e eu posso ver o desejo que sente por mim quando olha minha boca, percebi isso desde a outra vez. Por que você não deixa esse receio de lado e aproveita a chance que a vida lhe dá?
Ele ia responder, mas antes que pudesse sequer pensar sentiu os lábios dela colados junto aos seus, e as suas mãos inconscientemente envolveram a cintura dela puxando o corpo perfumado para mais perto…. e antes de concatear qualquer idéia arrepiou-se ao ouvir
– Ei, não seja mais bobo, vamos aproveitar essa noite.
Semanas mais tarde, encontrou-a de mãos dadas com seu amigo, passeando num shopping da cidade e quando o amigo o abraçou e perguntou como ele estava, apenas sorriu enquanto a fitava com o canto dos olhos:
– Melhor impossível cara! Melhor…..impossível.


– Ei, não seja mais bobo, vamos aproveitar essa noite…

Anúncios

11 comentários sobre “Ligações perigosas…

  1. Ana Martins disse:

    Rê, você é uma ótima escritora de contos. Retrata situações comuns com muita graça. Adoro. Bjos.

  2. Dener disse:

    Olá Rê…
    Vc tem um dom de deixarnos com o coração pulando a cada conto que vc escreve…
    Adorei muito esse, gostaria de imaginar de onde vc tira essas ideias, rs….

  3. Leandrö disse:

    Rê!
    seu olhar me deixa tímido!
    kkkkkkkk

    ei, seu texto Mancebolândia vai entrar pros tops hein! muito engraçado!
    Desculpe, eu só lembro que tenho um blog quando vejo que alguém comentou no meu….kkkkk
    aos poucos vou levando mais a sério e visito mais o blog dos outros, orincipalmente o seu, flowerzinha!
    Bjossss

  4. déco disse:

    oi Renata, tudo bem? è minha primeira vez no seu blogger, gostei muito, vc deve ser uma moçinha bem romantica, well, voltarei outras vezes…

    ;)

  5. Bárbara Amelize disse:

    Bárbara Amelize tarda, mas não falha! rsrsrs :P

    Flower, flower… eu já disse e repito. Daqui uns dias teremos que colocar neste blog a seguinte página inicial: “Este blog mantém conteúdos que podem causar um certo tipo de trauma se você não está devidamente preparado. Pelo menos, tem dezoito anos?” Hahahahahahahaha

    Estes contos… hum… podem causar problemas, hein?! hahahahah Sinceramente, show! Tem um talento nato e que não canso de ressaltar, amore! Agora… este negócio de ficar deixando o resto da história no ar… sei não, viu?! Que dia teremos um conto com a parte após o primeiro beijo? hahahahahahahahahaha

    Amore, já disse que te amo?! Baci

  6. Bárbara Amelize disse:

    Ah… parabéns novamente pelo blog, as inúmeras visitas e a pouca idade do mocinho… tão novo e já faz tanto sucesso! Imagina quanto tiver 18 anos? hahahaha

    Baci

  7. Lady Sith disse:

    Outro conto show de bola, Rê. Parabéns, seus textos estão cada dia melhores. Só achei essa mocinha muito assanhada! Tanta gente sem ninguém e ela querendo logo dois?! Tsc, tsc. :D

  8. Lídia Chululú disse:

    Que isso irmazota,
    que conto + show, vc conseguiu passar a emoção dos personagens.
    Tá ótimo, continue assim.
    [mode orgulhosa on]
    Essa é minha irmã

  9. *Renata Costa* disse:

    Hahahaha, pelo visto vou ser obrigada a deixar um poucis os contos “séquiçuais” de lado que esse povo tá se animando muito….rs…. Mais uma vez obrigada pela preferência e….Babi….vou pensar com carinho na possibilidade de uma tela de entrada escrito:

    SIM TENHO 18 ANOS E ASSUMO POR CONTA E RISCO OS DANOS PERMANENTES QUE ESSE SITIO PODE CAUSAR A MINHA MENTE

    :P

  10. Mestre Campestre disse:

    Ciao again!
    Mais outro belo conto pro teu acervo. E mais uma vez venho eu até aqui dizer que adoro seus textos, que eles estão cada dia melhores e que teu talento para com a escrita é nato e está se desenvolvendo mais e mais a cada texto que publicas (opa esse último foi novo! :) )
    Baci e abracci do Mestre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s