… porque Murphy não dorme.

Diz a “lenda” que Edward A. Murphy Jr. Foi um engenheiro envolvido em experimentos de veículos com foguetes, e depois de um exaustivo – e fracassado – conjunto de testes soltou a pragmática frase: “Se alguma coisa pode dar errado ela certamente dará”. Vocês vão me perdoar, mas Murphy vá te catar! Não podia ter inventado uma frase menos certeira não?! Porque é verdade, em 99% do tempo se uma coisa tiver que dar errado ela dará. Eu já passei por muitas dessas e como diria a Nívea, uma amiga minha da faculdade, Murphy, mesmo depois de morto, não dorme! Nunca! Acompanhe:

1- Dia de prova semestral?
Situação:
Chegou o dia da prova mais importante da faculdade/ colégio/ inglês/ auto – escola. Você se preparou sistematicamente durante as últimas semanas e está totalmente pronto para fazer a dita cuja.
Efeito Murphy: Se você vai de ônibus ou metrô até o local, o ônibus demorará mais do que podia, o metrô estará com problemas e quando finalmente passar estará lotado; se vai de carro, um acidente impedirá seu único caminho até o local da prova.
Resultado: Depois de um atraso de 20 minutos, você chega ao local da prova suado/ esbaforido/ nervoso/ amassado (do ônibus cheio), e para ajudar você tem um surto de esquecimento no decorrer da prova e vai mal nela.

2- Entrevista de emprego?
Situação:
Você está desesperado atrás de emprego, depois de 6 meses sem um centavo no bolso, e finalmente ligaram daquela renomada empresa marcando uma entrevista para a manhã seguinte, e você exultante vai até dormir mais cedo.
Efeito Murphy: O despertador não toca você acorda 2 horas depois do previsto, o tanque de combustível está vazio, e seus pais ou irmãos ou esposo/a saiu e não te deixou dinheiro.
Resultado: Você só consegue chegar ao local da entrevista depois de tomar o transporte coletivo, ao chegar o entrevistador já saiu, e mais tarde quando você recebe um telefonema é a empresa informando que a vaga foi preenchida.

3- Primeiro encontro com o par romântico?
Situação:
Depois de algumas semanas trocando telefonemas e olhares furtivos finalmente aquela linda menina (ou aquele rapaz garboso) aceitou seu convite para sair. Na tão esperada noite você se prepara, coloca sua melhor roupa e parte para o ataque… digo encontro.
Efeito Murphy: Nenhum acidente, ou transporte público te atrapalhou como nos itens acima e você até chegou 10 minutos antes da hora marcada. E passam 10, 20, 30 minutos e nada do seu par romântico.
Resultado: Você começa a se exasperar, quando para seu alivio o seu celular toca, e é a pessoa avisando que vai se atrasar porque…. tu tu tu. E quando você tenta ligar de novo descobre que está sem créditos e/ou sem cartão telefônico.

4- Esperar alguém no aeroporto?
Situação:
A sua avó depois de muitos e muitos anos resolve vir para passar o fim de anos com você e sua família. Você comprou as passagens, ela embarcou com segurança, e chegará ao aeroporto em 30 minutos.
Efeito Murphy: Porque era sexta-feira, Murphy resolveu ter uma conversa com São Pedro e fez desabar um temporal que te deixa preso no trânsito por duas horas.
Resultado: Você chega ao aeroporto e descobre que sua avó de 84 anos não está lá, e que por conta do mau tempo todos os vôos foram desviados para o outro aeroporto que fica à 2 horas de onde você está. Mas, sem problema, eles trarão os passageiros em ônibus… que chegam às 2 da madrugada.

5- Duas baladas numa mesma noite?
Situação:
Um dos seus mais queridos amigos marcou uma festa num sábado à noite. Outro dos seus mais queridos amigos marcou outra, e se você não for às duas será escalpelado. Sem problemas! Você decide ir a uma e depois na outra. A primeira parte do seu plano da certo e você consegue sair em tempo de ir para a outra.
Efeito Murphy 1: No meio do caminho o carro que parecia sem problemas até o momento começa a engasgar e morre numa ladeira enorme do lado de um cemitério às 4 da manhã, e você desconfia que seja por falta de gasolina. Ainda bem que você não está só, e seu par romântico liga para o amigo que estava na mesma balada e vindo em outro carro logo depois. Vocês estão salvos
Efeito Murphy 2: O pneu do carro de salvação está vindo em seu socorro quando… o pneu fura! E quando finalmente ele chega vocês vão todos atrás de um posto de gasolina, porém apesar de Murphy não dormir, parece que os donos de posto dormem e vocês não encontram um aberto. : Depois de rodar metade do bairro, vocês encontram um posto, e eles não têm saquinho de transporte de combustível.
Resultado: Depois de todos os percalços o carro finalmente funciona, mas aí é tarde para a segunda festa e com certeza, se você não for escalpelado, será degolado e/ou escutará seu amigo te xingando o resto do mês!
Agradecimentos especiais ao site VIVASP de onde retirei os dados sobre Murphy, Clarissa Passos e o esposo Douglas que se desviaram de sua rota para nos salvar e Dener Gomes por ser fonte de inspiração em textos Murphycos, pois todos esses deleitáveis momentos só acontecem… porque Murphy não dorme!

Hey Edward! Aceita um suquinho de Maracujá e um sonífero?! Não! Droga….
Anúncios

12 comentários sobre “… porque Murphy não dorme.

  1. Dener disse:

    E o pneu furou por caus de uma chavinha de diário… isso sim é a ação do murphy

  2. Dark disse:

    Murphy não tem nada com isso, essas coisas só acontecem porque vc tava acompanhada do
    Dener, o único sujeito que se machuca sozinho no futebol, que sempre que vai no estádio o time perde, gosta de argentino pilantra, ou seja, ele é o verdadeiro Murphy.

  3. Ana Martins disse:

    Nossa, Rê, eu também já tive meus “momentos Murphy”.
    O primeiro item me lembrou o dia de uma prova minha que deu tudo errado. Na hora de sair pra faculdade começou a chover, e ventou tanto que minha sombrinha quebrou no meio da rua, segundos antes de um carro passar e jogar água em mim… Aí eu fui pro ponto de ônibus cheio de gente, o ônibus demorou a passar, cheguei na faculdade morrendo de frio com meu tênis fazendo “splosh splosh” de tão enxarcado e fui muito mal na prova que tinha estudado muito, e por isso tomei pau na matéria. Mas isso já faz algum tempo e já recuperei a matéria. =D

  4. Marcia disse:

    Oi amiga!
    Tempo sem vir aqui.. estava te devendo esta visita, né? É que estou meio enrolada aqui no trabalho, mas nunca me esqueço de você.
    E sobre essa Lei de Murphy, nem me fala! o melhor exemplo que tenho é no supermercado. Sempre que estou atrasada ou morrendo de fome, sempre escolho o caixa mais lerdo, onde a fila nunca anda.. enqto que na fila ao lado já passaram todas as pessoas que estavam na minha direção. E se eu resolvo trocar de fila? adivinha: a que eu estava resolve andar e a minha parar porque acabou a bobina do caixa.. kkkkkk
    Beijos amiga, ti amo!

  5. *Renata Costa* disse:

    Hahahaha to adorando saber dos efeitos Murphy na vida de vocês também.

    Aninha Que puxa hein?! Ano passado eu passei um perrengue parecido numa rpova de Psicologia, mas ao imvés da chuva era um calor abrasador

    Dark começo a desconfiar que sim viu … O_o
    Marcinha aqui em São Paulo tbm vale essa das filas pra Marginal Tieite: a faixa do lado sempre vai mais rápido. Hahahaha. Tô adorando … contem tbm seus efeitos Murphy

  6. Carolzinha disse:

    hahahahahahaha
    Metade disso já aconteceu comigo!!! É inevitável!!! rsssss
    Bjus linda!!!!

  7. Diana disse:

    Acho que com todo mundo essas leis de Murphy são certeiras, eita cara para acertar!

  8. Flávio Voight disse:

    Renata, no caso do encontro, Mr. Murphy pode decidir que seu cabelo não será penteável naquele dia, né?

    =*

  9. Mestre Campestre disse:

    Murphy é provavelmente o criador da segunda lei mais famosa do mundo, só perdendo para a da gravidade. Infelizmente a lei que ele criou atua (quase) tanto quanto a da gravidade.
    Acho que o dia mais “murphýstico” da minha vida foi aquela excursão pra São Paulo no ano passado, nada que vivi supera aquilo. :)
    Excelente zia Rê.

  10. Bárbara Amelize disse:

    Eu fiquei com muito medo desse do aeroporto! rsrsrs Murphy nem agiu tanto assim quando estive aí.. rsrsrs Mas, que ele não dorme.. ah.. isso não dorme mesmo! hahahahahahahaha Mas, sabe?! Acho que o problema na vida das pessoas é conhecê-lo.. porque a partir do momento que você conhece este dito cujo… acabou! rsrs Depois de saber da existência dele, acho que ele faz mais questão que em determinadas situações você se lembre do que é que ele disse.. rsrs

  11. rosilea mesquita disse:

    estava aprendendo a dirigir e tudo que eu fazia dava errado depois de uma aula anterior ter sido dez foi a lei murfhy agindo na minha vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s