Cinco coisas sobre a italianinha…

Quem é a Italianinha?! Eu oras! Mas, falando sério, demorei um pouco para responder ao desafio da minha querida amiga Márcia dona do Caras e Bocas da Bella, enumerando cinco coisas sobre minha pessoa que você não sabiam. Ou que talvez vocês saibam, mas eu acho importante compartilhar.

1- Meu nome veio de uma novela, mas parece não ter dado muito certo…
Sério! Minha mãe quando estava grávida, assistia a uma novela chamada “Os Gigantes”, e no elenco havia uma garotinha de nome Renata que era simplesmente o capeta em forma de gente, ruim até a medula, aprontava com Deus e o mundo. Quando finalmente ela (minha mãe) foi para o hospital para dar à luz a sua Renata… não entrou em trabalho de parto, e o médico constatou que eu estava dormindo; até hoje só conheci uma outra pessoa que nasceu dormindo. E posso até ser meio bruxa, mas não chego a ser tão má. No geral busco sempre espalhar o amor por onde eu for (meio cafona, mas assumo isso perante vocês contra minha vontade).

2- Eu não queria crescer…
Durante minha infância e adolescência todos meus amigos e amigas mal viam a hora de chegar à vida adulta para poder sair de casa sem dar satisfação, dirigir, curtir e coisas do tipo. Se existe re-encarnação eu devo ter tido uma vida adulta bem infeliz na outra existência, porque eu não queria crescer me tornar adulta e tinha plena consciência que junto com a “dita” liberdade viriam as responsabilidades em escalas muito maiores. E dito e feito. Agora não posso voltar no tempo e ser criança, mas essa minha cara de menina combinada com altos ataques de bobeira são resultado da minha saudade dessa época. Ô tempo bom viu?

3- Eu sou Music-Addictec
Desde que me entendo por gente eu sempre fui fissurada em música. Na escola amava entoar os Hinos Patrióticos. Em casa, desde cedo, sempre pedia de presente discos (de vinil) e fitas (K7) com as novidades que demoravam chegar ao Brasil, por causa da inflação galopante e outros fatores econômicos bobos, chatos e feios. Quando fiquei maior e ganhei meu primeiro aparelho de som passava muito tempo com a fita k7 pronta para gravar aquela música ou aquele sucesso. Depois entrei para um coral e descobri que sabia cantar e escrever letras de música. Na seqüência foram três bandas que me ensinaram muito. Nesse meio tempo já existia o CD, e depois veio a música digital, o computador e o MP3, todas essas inovações me deixando mais perto dos estilos musicais que amo. Eu vivo e respiro música. E cada momento da minha vida tem sua própria trilha sonora. Nesse momento a trilha sonora é uma música da Marisa Monte que se chama “Não vá embora”, em que ela diz: “E no meio de tanta gente encontrei você, entre tanta gente chata, sem nenhuma graça você veio. E eu que pensava que não ia me apaixonar nunca mais na vida…”.

4- Eu não tenho religião definida
E não sei se isso é bom ou ruim. Não que eu não acredite em Deus, anjos e Santos (tenho inclusive uma medalha de Santo Expedito que tem pelo menos uns 60 anos que sai do meu pescoço, apenas em ocasiões especiais). Mas eu também acredito na beleza do Budismo, na pluralidade dos deuses gregos, romanos em hindus, acredito naqueles que movem sua vida em prol da humanidade calcados na religião, mas me assusto com os atos fanáticos de todas as religiões. Eu acredito que todos os caminhos levam a Deus, e que o que vale para mim, não vale para você, mas se você busca fazer o bem para todos de uma maneira justa, o caminho é valido.

5- Eu sou uma enamorada
Eu não tenho muita facilidade de me apaixonar como acontecia anos atrás, mas eu sou enamorada da vida e das pessoas que me cercam. Quando alguém magoa um dos meus amigos, ou alguém da minha família eu fico uma fera e sou capaz de me tornar uma pessoa má, igual a personagem que me emprestou o nome. Mas, a outra face dessa moeda é que eu sou muito apegada com as pessoas e gosto de deixar transparecer o que eu sinto pelo olhar, e tudo o que eu sinto é intenso, sincero e verdadeiro como todo bom (descendente de) italiano costuma ser.

Gostaria de fazer como a Marcinha e convocar alguns de vocês a seguir no desafio de me contar cinco coisas sobre vocês, mas acho mais legal se vocês tomarem a iniciativa por vocês mesmos e depois me dar um “alô” para eu poder conhecê-los um pouco mais.

Essa sou eu: Italianinha esquentada, brincalhona, espirituosa, branquela, cheia de sardas e muito apaixonada
Anúncios

8 comentários sobre “Cinco coisas sobre a italianinha…

  1. Muta disse:

    pois é dona Renata, muitas informações…

    vou fazer a brincadeira tbm e depois publicar… mas espera, acho que isso já aconteceu antes… Se não vou fazer tbm, hehehe.

    o pior é que quando vc iniciou falando de italianinha, eu já achei que fosse uma pequena padaria/mercadinho de quitutes italianos que volta e meia frequentamos, hahaha.

  2. Diana disse:

    Nossa a gente é muito parecida, inclusive no que diz reapeito à sua atual trilha sonora, foi a trilha do começo do meu namoro com o meu marido, viu a música dá sorte!!!
    Beijo grande!

  3. Dener disse:

    Deus te ouça, Diana…. Deus te ouça… hehehhhehe
    Re… Eu posso falar mais uma coisinha sobre vc??? Vc tem um tesouro que nem todo mundo consegue enxergar. Esse tesouro é bem guardado e não é fácil de se conseguir, mas quando se consegue, a gente se transforma na pessoa mais feliz do mundo.
    Obrigado por me confiar seu coração… Bjs e te adoro demais

  4. Lady Sith disse:

    Eu já tinha percebido que você é uma criança grande, que gosta muito de música e que tem um coração enorme. Eu nunca adivinharia que teu nome veio de uma novela, nunca ouvi falar sobre Os Gigantes.

    Acho que também vou entrar na brincadeira, mas acho que vai demorar um pouco. Tô tentando atualizar a leitura dos blogs. Beijos.

  5. Mymi disse:

    Puxa, eu achei mó legal saber que o seu nome vem de uma novela!
    Um dia eu também entro na brincadeira, no momento eu ando meio enrolada.

    ;*~

  6. Bárbara Amelize disse:

    Esta de você estar dormindo quando nasceu pra mim foi a melhor coisa que já li. rsrs E descobrir que com o Dener também foi assim… fez-me rir ainda mais.. hahahahahahaha Quando eu era criança também não queria crescer. Mas, depois dos 9, queria ter 18… rsrsrs Mas, o fundo da história é outro. E você conhece.. rsrs Minha vida sempre teve música também. No começo, muito Legião! rsrs Depois, abrindo os horizontes.. rsrs No exato momento, ouço UM ANO EM UM DIA de uma cantora chamada No Stopa. Também não tenho religião definida, mas isto não me torna agnostíca. E ah… isto é o que mais sou.. uma enamorada! Pela vida, pessoas e tudo mais que há de bom!

    Saber mais de você sempre sempre importante pra mim. :D

    Beijo, amore!

  7. Mestre Campestre disse:

    Atrasado como sempre… :/

    Uma proposta muito boa de texto, vou fazer um similar mais para frente ;)
    Eu não tinha idéia que seu nome vinha de uma novela! Nem de que você nasceu dormindo. Nem de que você, assim como eu, não queria crescer. É bom saber que isso não aconteceu só comigo. rs
    Quanto aos três últimos itens eu somente não tinha percebido: tinha certeza. :)
    Belo texto.

    Baci e abracci

  8. Rafa disse:

    O dia que escrever 5 coisas meu respeito te mando.
    Beijos

    PS. gostei de saber as 5 coisas que vc nos contou neste espaço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s